quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Sugar Skull



Há um tempo atrás, eu tinha criado uma página para esse post, mas não sei por que diabos criei uma página para isso, aos invés de simplesmente ter criado um post. Enfim, a página ainda estava aqui nos arquivos de rascunho, e estou fazendo um limpa no blog, e como não queria jogar fora esse material, resolvi postá-lo. Me desculpe os que já conheciam isso.

Bom, amo essas fotos! E como uma curiosa nata, saí em busca de informações sobre o que são essa arte. Afinal, tudo tem um começo. No início eu achava que fosse apenas uma maquiagem para alguma fantasia gótica de Halloween, mas, buscando na internet, vi que não tem nada a ver. A história é bem legal, na verdade. Traduzi o texto que encontrei no Wikipedia inglês.

"A tradição da arte no "Crânio de Açúcar" (SugarSkull) foi trazida para o Novo Mundo por missionários italianos no século 17. A primeira Igreja, da qual se tem menção, a usar a arte no açúcar foi a de Palermo, na época da Páscoa, quando cordeiros e anjos eram feitos para enfeitar os altares laterais da Igreja Católica.

E então, o México, abundante na produção de açúcar, mas carente de subsídios para comprar bonitas e caras decorações européias para a igreja, naquela época, aprendeu rapidamente com os frades a fazer arte no açúcar para suas festas religiosas. Modelaram em açúcar, como se modela em argila, figuras como anjos, ovelhas e caveiras. Com o passar do tempo, a cultura foi se modificando, e lá no século 18, no período colonial, as caveiras de açúcar passaram a representar as almas que partiram. As caveiras levavam o nome escrito da pessoa na testa, e eram colocadas como oferenda na casa ou lápide do falecido para honrar o retorno do seu espírito.

A arte crânio do açúcar, hoje em dia, reflete o estilo de arte popular com grandes sorrisos felizes, no qual é usado bastante glacé colorido e adornos brilhantes. Os ingredientes mais comuns para a produção das caveiras incluem o açúcar em pó, clara de ovo, xarope de milho, a baunilha e o amido de milho. Normalmente, os crânios de açúcar precisam descansar para secar durante a noite ou por várias horas. Geralmente, são produzidos por pessoas especialistas na produção, pois são de trabalho intensivo e feitas em pequenos lotes. No entanto, estes artesãos estão desaparecendo, já que, infelizmente, fábricas estão tomando o lugar deles."

Fonte: traduzido por mim, do http://en.wikipedia.org/wiki/Calavera




Essas imagens aí em cima são os doces, como eram originalmente produzidos. Agora, no entanto, o México comemora a data como "O Dia dos Mortos", que cai no primeiro e segundo de Novembro, que coincide com a celebração católica do "Dia dos Santos" (em primeiro de Novembro), e "E o dia dos Espíritos" (em segundo de Novembro). Graças aos doces, se criou a cultura das maquiagens dos mortos, onde homens e mulheres se maquiam para comemorar a data. Há mais informações sobre isso no link sobre o dia dos mortos. Fiquei com preguiça de traduzir mais isso u.u. Qualquer dia desses eu faço isso. :B

Lembrando que nenhuma dessas imagens me pertencem. Apenas peguei na internet em alguns sites. Se por acaso você for o dono de alguma delas, e quiser que a retire daqui, é só me mandar uma mensagem, que tirarei imediatamente! ;)

Disclaimer: none of these pictures belong to me. I just took it from some sites on the Internet. If by any chance you are the owner of any of them, and want to withdraw it from here, just send me a message, and I'll remove it immediately! ;)





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...