segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

As Origens do Carnaval



Eu não pulo carnaval. Passarei esse feriado em casa, comendo, dormindo, escrevendo, lendo e engordando! \o/ Não há coisa melhor para se fazer.

Como estou meio ociosa, resolvi dar uma pesquisada sobre as origens do carnaval, porque já ouvi falar nas comemorações feitas na europa, e me encantei com as fantasias dele. Óbvio, eles são muito mais sofisticados do que nós... 

Enfim, cavando nos confins do Wikipedia, descobri que o Carnaval é uma festa originária da Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.C.. Através dessa festa os gregos realizavam seus cultos em agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e pela produção. Mais tarde, passou a ser uma comemoração adotada pela Igreja Católica em 590 d.C.. Para eles, esse é um período de regido pelo ano lunar no cristianismo da Idade Média. O período do carnaval era marcado pelo "adeus à carne" ou do latim "carne vale" dando origem ao termo "carnaval". Olha que interessante! 

O carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XIX. A cidade de Paris foi o principal modelo exportador da festa carnavalesca para o mundo. Cidades como Nice, Nova Orleans, Toronto e Rio de Janeiro se inspirariam no carnaval parisiense para implantar suas novas festas carnavalescas. Já o Rio de Janeiro criou e exportou o estilo de fazer carnaval com desfiles de escolas de samba para outras cidades do mundo, como São Paulo, Tóquio (Pasmém!) e Helsinque. Gente, coloquem no google "Carnaval em Tóquio", vejam que triste aquilo! Eles nos copiam direitinho!!! T__T
A palavra "carnaval" está, hoje em dia, relacionada com a ideia de deleite dos prazeres da carne marcado pela expressão "carnis valles", que, acabou por formar a palavra "carnaval", sendo que "carnis" em latim significa carne e "valles" significa prazeres. Há não muito tempo, o carnaval passou a ser marcado por grandes festas onde se come, bebe e participa de alegres celebrações e busca incessante dos prazeres. 

Antigamente, além de todas as atividades e negócios que eram suspensos neste período (como continua sendo, isto é), os escravos ganhavam liberdade temporária para fazer o que em quisessem e as restrições morais eram relaxadas. As pessoas trocavam presentes, um rei era eleito por brincadeira e comandava o cortejo pelas ruas e as tradicionais fitas de lã que amarravam aos pés da estátua do deus Saturno (deus da agricultura) eram retiradas, como se a cidade o convidasse para participar da folia.

No período do Renascimento as festas que aconteciam nos dias de carnaval incorporaram os baile de máscaras, com suas ricas fantasias e os carros alegóricos. Ao caráter de festa popular e desorganizada juntaram-se outros tipos de comemoração e progressivamente a festa foi tomando o formato atual...

Atualmente, no mundo, durante o período do carnaval brasileiro, acontece, no Reino Unido, o Shroveitide (Shrive que significa confessar ‘pecados’), que é a comemoração do carnaval britânico.

Nos Estados Unidos, o carnaval resume-se basicamente na celebração do Mardi Grass (Terça-Feira Gorda), em que vários estados celebram o carnaval. O Estado mais tradicional na comemoração é New Orleans, onde, durante o Mardi Grass, desfilam pelas ruas mais de 50 agremiações. A agremiação mais conhecida é a do Bacchus (que possui gigantescos e originais carros alegóricos).

Na Alemanha a celebração do carnaval acontece tanto nos grandes centros urbanos quanto na Floresta Negra e nos Alpes. A festa mais tradicional é a da cidade de Bonn, que organiza desfiles com pessoas fantasiadas; o diabo fica solto, por esse motivo as pessoas usam máscaras a fim de esconder seus rostos. Achei essa informações muito bacana!
Por muito tempo o carnaval veneziano foi um dos mais fortes e alegres do mundo. Durante o período do carnaval eram desenvolvidos bailes e festas nas praças e ruas da cidade. Com o passar do tempo o carnaval de Veneza foi enfraquecendo, chegando a quase extinguir-se. T__T Enfim, trouxe algumas fotos bacanas que achei no google. :)




























Lindos, né? 

Sem comparação com essa coisa aqui embaixo, que minha mãe chamou carinhosamente de bunda de cavalo! iauhaiuhauiahia pior que é igual!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...