sábado, 23 de junho de 2012

Mangás mais importantes da história


Eu ainda não mostrei pra vocês minha coleção de mangás, né? T_T Preciso tirá-las do fundo do armário ainda...


Mas, enfim, achei no site do Mundo Estranho uma matéria MUITO bacana, para quem se interessa pelo assunto... Trouxe para cá apenas algumas das informações (para verem a matéria na íntegra, você podem acessar o link acima, que vai direcioná-los direto para a página).


...

O primeiro
  • Título: Hokusai Manga
  • Autor: Katsushika Hokusai
  • Lançamento: 1814
Mestre em ukiyo-e (um tipo de pintura típica, com tinta e nanquim sobre tábua de madeira ou papel de arroz), Hokusai foi o criador do termo mangá. Foi unindo os ideogramas “man” (engraçado) e “gá” (desenho) que ele definiu os 15 volumes com cenas divertidas do dia a dia do Japão, produzidos por ele entre 1814 e 1849.
O mais violento
  • Título: Shigurui
  • Autor: Takayuki Yamaguchi
  • Lançamento: 2003
Shigurui (Frenesi da Morte, em japonês) começa com um duelo letal entre os espadachins Fujiki Gennosuke e Irako Seigen. O primeiro não tem um dos braços. O segundo é cego e aleijado. Por que eles se detestam tanto? Para saber a resposta, só devorando os 15 volumes deste mangá para lá de indigesto, que durou até 2010.
O mais vendido
  • Título: One Piece
  • Autor: Eiichiro Oda
  • Lançamento: 1997
No ano passado, esta aventura em torno de um lendário tesouro pirata alcançou a marca dos 196 milhões de exemplares vendidos. Só em 2011, foram 37 milhões de cópias, enquanto o vice, Naruto, chegou apenas a 6 milhões. E esse número deve crescer em 2012: o título voltou a ser publicado no Brasil, agora pela editora Panini.
O mais popular
  • Título: Dragon Ball
  • Autor: Akira Toriyama
  • Lançamento: 1984
Escrita e desenhada pelo próprio Toriyama por 11 anos, em 42 volumes, a história de Goku, o menino com cauda de macaco e força sobrenatural, já virou animê, filme, game, álbum de figurinhas e vários outros produtos. Em 2006, rolou até um mangá especial em que personagens de Dragon Ball se encontravam com os de One Piece 48.
O mais polêmico
  • Título: Harenchi Gakuen
  • Autor: Go Nakai
  • Lançamento: 1968
Essa publicação sobre uma escola bem safada teve seu fim decretado em 1972, quando pais e educadores a queimaram em praça pública. O motivo? Em suas páginas, estudantes tiravam a roupa, meninos bolinavam as colegas e professores seduziam as alunas. Indignado com o protesto, Nakai encerrou a trama com o colégio sendo invadido pelo Exército.
O mais safado
  • Título: Futari Ecchi
  • Autor: Katsuaki Nakamura
  • Lançamento: 1997
Não por acaso, ganhou o sugestivo título de Mangá Sutra nos EUA – uma referência ao Kama Sutra, famoso livro indiano sobre sexo. A história acompanha as descobertas amorosas do casal virgem Makoto e Yura, explicando, em tom didático, tudo que rola no corpo durante a transa. O título é um trocadilho com hitori ecchi, “masturbação” em japonês.
O mais assustador
  • Título: Amigara Dansô no Kai
  • Autor: Junji Ito
  • Lançamento: 2002
O trabalho de Ito lembra o terror psicológico perturbador do autor norte-americano H. P. Lovecraft. Em apenas 32 páginas, ele conta uma história poderosa, sobre estranhas fendas com contornos humanos que surgem numa montanha do Japão após um terremoto. Desafiamos você a ler até o final sem pular páginas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...