domingo, 1 de abril de 2012

Filme: The Rum Diary


Titulo Original: The Rum Diary
Gênero: Comédia, Drama e Romance
Duração: 120 min.
Origem: Estados Unidos
Estreia: 20 de Abril de 2012
Direção: Bruce Robinson
Roteiro: Bruce Robinson e Hunter S. Thompson
Distribuidora: Vinny Filmes
Censura:
Ano: 2011


Baseada numa história "surreal" escrita por Hunter S. Thompson, o filme narra a história do jornalista freelancer Paul Kemp (Johnny Depp), que na década de 1950, deixa os Estados Unidos para trabalhar no San Juan Star, um jornal decadente em Porto Rico. Na ilha, ele depara-se com a cultura local; numa alucinante e deliciosa relação entre trabalho e diversão, em que euforia, boemia e consciência se misturam sem moderação.



The Rum Diary (ou Diário de um Jornalista Bêbado) foi lançado no final do ano passado e conta a história do jornalista americano Paul Kamp. O filme segue com base em fatos reais.

Bom, o que dizer sobre um filme em que o Johnny Depp é protagonista? Como sempre, ele arrasa. Mas confesso que esse foi o personagem mais sem graça que ele já fez. Todos costumam ser bastante excêntricos, mas desta vez ele fez papel de um cara normal. Ok, bêbado como ele, talvez não devesse ser chamado de normal, mas não chega nem perto da eloquência do capitão Jack Sparrow.

Na trama, Paul Kamp sai de Nova Iorque para trabalhar num jornal pequeno, em Porto Rico. A primeira pessoa que conhece, é Bob Salas, fotógrafo do jornal. É com ele quem Paul vive umas das maiores aventuras de sua vida. 

Em Porto Rico, Paul se sente meio perdido, atordoado com todo aquele povo escandaloso, mas animado e festivo. Mas no meio daquele tumultuo, ele percebe a pobreza do povo. Ele nota o contraste que há entre os ricos e os pobres daquele lugar e, acho que é sobre isso o que o filme trata. A falta de humanidade no povo, a ganância de uns que querem sempre mais do que já tem, enquanto outros nada possui. Há várias cenas que mostra isso muito bem. 

Lá pelas tantas, Paul conhece um cara que já trabalhou no jornal , mas que conseguiu acumular algum dinheiro e formou sua fortuna. Vive num belo casarão na beira da praia, têm um belo barco, carros na garagem, e uma linda mulher. Só que o cara demonstra algum interesse por Paul, por já ter lido alguns dos romances que ele escreveu, e o convida a trabalhar consigo num novo projeto imobiliário que estava construindo com outros ricaços da área. Mas esse projeto se mostra algo meio sujo, corrupto. A praia paradisíaca é privada, o que é um absurdo para Paul, e ainda querem construir hotéis para gente rica. 

Mas até aí, tudo bem. Paul aceita o acordo, embora penso que tenha sido para manter-se mais perto da mulher. 

E então, vem uma das melhores cenas, na minha opinião. Lá pelas tantas, mostra um grupo de homens trabalhadores que invadiram a propriedade do cara, mas foram escorraçados de lá como se fossem menos que animais pelo próprio proprietário (me esqueci do nome dele agora). Paul fica quieto diante disso, mas vai juntando os fatos. Tudo o que vê vai ficando gravado na memória entre um gole de álcool e outro.. 

Bom, não vou contar o resto para não revelar tudo. Recomendo o filme, para os que não viram ainda, e são fãs do Johnny. O filme rendeu boas risadas em algumas cenas, e foi angustiante em outras. No IMDb ele recebeu uma nota baixa. Eu daria um pouco mais, mas não nota total. O final, achei que ficou meio a desejar. Deu a impressão de que haveria uma continuação, embora acredito que não haverá. 

Há uma citação do filme que gostei bastante. O próprio paul quem a diz: Oscar Wilde disse, "hoje em dia, as pessoas sabem o preço de tudo, e o valor de nada." — perfeito!

E tem mais essa citação: "Os humanos são a única criatura na Terra que clama por um Deus, e são os únicos que agem como se não tivesse nenhum."

Curiosidades: Adaptação da obra The Rum Diary, do escritor e jornalista Hunter S. Thompson, que já teve outra de suas obras adaptada para o cinema, Medo e Delírio, também estrelada por Johnny Depp.

2 comentários:

  1. Sou absolutamente suspeita em relação ao Johnny <3

    Eu bem que queria ir ao cinema assistir esse filme, entretanto o tempo não está sedo-me um bom amigo ¬¬ Mas enfim, apesar de ser uma papel, digamos normal, assistirei. Só espero que o filme não seja tão parado quanto "Turista" - esperava mais da parceria entre ele a Angelina Jolie, mas acho que o próprio roteiro não favoreceu, sei lá, do filme só gostei do Depp mesmo xD

    Ah! Não sei se tu sabes, mas no meio do ano, mais uma pareceria entre o Johnny e Burtun sairá nos cinemas, Dark Shadows. O trailer já está rolando por ai, me pareceu muuuuuuiiito bom. Esse eu TENHO que ver no cinema o/
    beijos ;***

    ResponderExcluir
  2. Ah, eu acho que esse é um filme pra se ver em casa. Como os ingressos para o cinema andam meio salgados, digamos assim, só vou quando há alguma superprodução passando nas telas.

    Mas bem lembrado do Turista. Eu ainda não vi esse filme. Ja ouvi mais gente criticando negativamente também. Vou ver se acho pra ver esse fim de semana.
    Sobre o Dark Shadows, eu já to sabendo sim! T___T esse vai ser bom!!!! Sinti na alma que sim!!! *O* aiuahiuahaiuahi. Amo a Eva Green também, que estará contracenando com ele nesse filme! E sem comentários para o Tim Burton né! T___T esse eu prentendo ver nos cinemas tbm! o/
    bjss :********************

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...