sábado, 10 de março de 2012

Ecad tomou Semancol

Depois daquela baita mancada, parece que o Ecad resolveu voltar atrás com sua ideia de jerico emitindo uma nota mega tosca, culpando "erros operacionais" pela falta de noção deles. 

Acontece que o Google havia se manifestado contra eles, numa nota muito esclarecedora, que, de certo, os constrangeu. Pelo menos, tomaram uma boa dose de Semancol!

"O Ecad nunca teve a intenção de cercear a liberdade na internet, reconhecidamente um espaço voltado à informação, à difusão de músicas e demais obras criativas e à propagação de ideias. A instituição também não possui estratégia de cobrança de direitos autorais voltada a vídeos embedados. Explica que, desde 29 de fevereiro, as cobranças de webcasting estavam sendo reavaliadas e que o caso noticiado nos últimos dias ocorreu antes disso. Mesmo assim, decorreu de um erro de interpretação operacional, que representa fato isolado no universo do segmento. Em 2011, foram distribuídos 2,6 milhões de reais a 21.156 compositores, músicos, artistas, produtores de fonogramas e editoras musicais."

Aham, senta lá, Claudia.
Você podem ler a notícia na integra, que saiu no site do Gizmodo.

2 comentários:

  1. É!

    Ontem estava conversando com meus amigos e nós nos fizemos a seguinte pergunta: "Onde é que o Brasil vai parar?". É isso que vivo me perguntando! '-'

    ResponderExcluir
  2. O Brasil vai continuar na mesma merd@ em que está, se não afundar mais. parece que somos um país de corruptos e gananciosos! ¬¬ e assim o barco vai indo...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...